Hoje: 18.Dec.2017
O Espírito do Senhor é sobre mim...

Estando Jesus na sinagoga de Nazaré, foi-lhe dado o livro do profeta Isaias; e ao abrir o livro achou o lugar em que estava escrito:

 “O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a apregoar liberdade aos cativos e dar vista aos cegos, a pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do Senhor” (Lc 4.18,19).

Ninguém melhor que Jesus identificou-se de forma tão plena com o Espírito Santo. Ele deu lugar ao Espírito Santo não apenas como algo momentâneo, mas um relacionamento que Ele desfrutou durante toda sua vida e ministério. Podemos observar isso com clareza ao analisarmos os pontos abaixo.

Ele foi concebido pelo Espírito Santo.

Temos este fato confirmado em várias passagens da Escrituras: “E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; pelo que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus” (Lc 1.35; veja outras passagens: Mt 1.18,20). “Na concepção de Jesus, não foi chamado à vida um novo ser (como em todos os outros casos de nascimento humano), mas sim Alguém que existira eternamente e que, pela sua concepção, entrava agora numa relação vital com a natureza humana. Quando Cristo foi concebido, não se tratava da concepção de uma personalidade humana e sim de uma natureza humana. Só há uma personalidade em Jesus Cristo, a saber, o Eterno, que era e é o Filho de Deus” [1].

Ele foi ungido pelo Espírito Santo.

“Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele” (At 10.38). Todas as unções que estão mencionadas no Antigo Testamento, quer de profetas, sacerdotes ou de reis, tem o seu cumprimento nesta unção de Jesus Cristo, pois o mesmo, cumpriria a seu tempo os ofícios de profeta, sacerdote e rei.

Ele foi guiado pelo Espírito Santo.

“Então foi conduzido pelo Espírito Santo ao deserto,...” ( Mt 4.1 ). O fato de Jesus ter sido “impelido para o deserto” (impelido é termo usado pelo evangelista Marcos 1.12,13), pelo Espírito para ser tentado por Satanás, não significa que tenha sido abandonado ali, mas que, durante todo o tempo em que permaneceu ali foi guiado, ajudado a vencer as tentações pelo poder do Espírito. Depois a Bíblia diz que Ele: “no poder do Espírito regressou” (Lc 4.14). Durante todo o tempo de sua tentação Jesus foi assistido pelo Espírito Santo, e foi por meio do Espírito que a sua natureza humana venceu as tentações colocadas diante Dele.


Ele foi cheio do Espírito Santo.

“E Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto” ( Lc 4.1 ). Foi por está cheio do Espírito santo que Jesus resistiu firmemente Satanás e saiu vencedor contra as tentações. Jesus foi preparado e equipado para a batalha. Matthew Henry [2] diz: “Ele estava cheio do Espírito Santo, que havia descido sobre Ele como uma pomba. O Senhor Jesus tinha agora medidas maiores de dons, graças e consolações do Espírito Santo do que antes”.

Realizou seu ministério no poder do Espírito Santo.

“O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a apregoar liberdade aos cativos, a dar vista aos cegos, a por em liberdade os oprimidos, anunciar o ano aceitável do Senhor” ( Lc 4.18,19 ).
Através do Espírito Santo, Jesus pregava com unção (Lc 4.18; 5.14,15), teve poder sobre os demônios ( Lc 11.20; Mc 5.7; At 10.38 ), sobre as enfermidades ( Mt 15.29-31 ), sobre a morte ( Lc 8.49-55; Jo 11.39-44 ), etc.

Ofereceu-se em sacrifício pelo Espírito Santo.

Ele foi capacitado pelo Espírito Santo para oferecer o sacrifício necessário pelos pecados. “Quanto mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará a vossa consciência das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?” ( Hb 9.14 ). Não era o bastante que Cristo morresse pelos nossos pecados, o seu sacrifício teria que ser perfeito, isso foi possível mediante o Espírito Santo

Foi ressuscitado pelo Espírito Santo.

“E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo também vivificará o vosso corpo mortal, pelo seu Espírito que em vós habita” ( Rm 8.11 ). O texto sagrado diz que Ele foi ressuscitado dos mortos pelo Espírito Santo. Algumas vezes a ressurreição de Jesus é atribuída ao Pai (At 2.24), outras vezes é atribuída ao próprio Filho (Jo 10.17,18).

Deu mandamento aos apóstolos após ressuscitar por intermédio do Espírito Santo.

“Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo que Jesus começou, não só a fazer, mas a ensinar, até ao dia em que foi recebido em cima, depois de Ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera” ( At 1.1,2 ). É o mesmo Senhor que dar ordens pelo Espírito hoje à igreja, guiando e dirigindo em todos os empreendimentos. A igreja não depende da presença física do Senhor para ser guiada por Ele. Essa orientação é feita pelo Espírito Santo, que está presente (Jo 14.16).

Ele mesmo é o doador do Espírito à Igreja.

Cristo foi quem concedeu o Espírito Santo à Igreja. “De sorte que, exaltado pela destra de Deus e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis” ( At 2.33 ). Este foi o cumprimento da promessa feita a seus discípulos. “Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai...” (Jo 15.26). Concluímos dizendo que o Espírito Santo que estava sobre Jesus, o assistiu durante todo o seu ministério terreno.


Notas Bibliográficas

[1] Fundamento da Teologia Pentecostal. Guy P. Duffield e Nathaniel M. Van Cleave vol. II. Pg. 7
[2] Comentário Bíblico Novo Testamento Mateus a João. Matthew Henry, pg. 545. CPAD 

Pr. Nonato Souza

Pastor da Igreja Assembleia de Deus de Brasília na QNO 06 - Ceilândia - Distrito Federal; Membro do Conselho de Missões da CGADB; Membro da Mesa Diretora da COMADEBG (Convenção dos Ministros das Assembleias de Deus do Distrito Federal e Goiás); Graduado em Teologia e pós graduado em Ciências da Religião.

Website.: www.blogdoprnonatosouza.blogspot.com.br/ E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Deixe um comentário

  • Últimas
  • Popular
  • 200174 Pastor Orcival ministrando no seminário da AD Restaurando Vidas em Lisboa - Portugal…
  • 1101 Em clima de muita alegria e um grande mover do Espírito de Deus…
  • 5 Testemunho de vida da cantora Jozyanne
  • 5 O Congresso de Jovens da UMADEB (União de Mocidades da Assembleia de Deus…
  • 1 A ADEB está comemorando o seu 54º ano de existência mantendo acesa a…
 
 

Visitantes On-line

Temos 119 visitantes e Nenhum membro online